Internacional 1 x 0 Vasco

Em jogo feio, time cruzmaltino perde para reservas do Inter

Sem Edmundo e com um gol relâmpago do Colorado, Vasco é derrotado por 1 a 0 em sua estréia na competição nacional

Gaúchos levaram a melhor sobre os cariocas com um gol relâmpago

Mesmo com time praticamente reserva, o Internacional levou a melhor sobre o Vasco, na estréia dos times no Campeonato Brasileiro, em jogo que pode se repetir na semifinal da Copa do Brasil. Na tarde deste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, os donos da casa fizeram 1 a 0 sobre os cariocas, com gol relâmpago de Sidnei.

Considerado um dos favoritos ao título do Brasileirão, o Colorado conseguiu mostrar que tem jogadores bons em seu plantel para suprir os titulares durante a competição. Mas a formação reserva como um todo abusou dos erros de passe e não soube aproveitar a fragilidade da desorganizada defesa vascaína.

O Vasco, além das falhas de marcação na defesa, apresentou pouca força ofensiva. Com Morais bem marcado, viu a criatividade cair quase para zero. Somente no final do segundo tempo, aos 43 minutos, é que teve ótima chance de empatar com Leandro Amaral, mas o goleiro Renan fez excelente defesa.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Internacional visita o Palmeiras, domingo, às 18h10, no Palestra Itália. O Vasco, por sua vez, recebe a Portuguesa, no sábado, também às 18h10, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

Antes disso, no entanto, as duas equipes têm compromissos pela Copa do Brasil, na quarta-feira. Na Ilha do Retiro, em Recife, o Inter enfrenta o Sport depois de vencer o primeiro jogo por 1 a 0. Já o Vasco enfrenta o Corinthians-AL após fazer 5 a 1.

Gol relâmpago e mais nada
Os primeiros lances do jogo deram a impressão de que o duelo entre gaúchos e cariocas seria movimentado. Tanto que logo aos 2 minutos Andrezinho bateu escanteio da esquerda e o zagueiro Sidnei marcou de cabeça. Mas foi só impressão.

Depois do gol relâmpago do Colorado, a partida foi um marasmo. Sem conseguir criar lances de perigo, as duas equipes truncaram o jogo no meio-de-campo. O Vasco, em desvantagem no placar, pouco chegou à área adversária.

– Estamos jogando muito distantes uns dos outros. Temos de marcar mais em cima, apertar o time deles para que a gente possa jogar também – analisa o atacante Leandro Amaral, da equipe de São Januário.

Do lado do Internacional, a justificativa para a atuação fraca em termos criativos foi de que o time treinou pouco a formação reserva colocada em campo pelo técnico Abel Braga, que poupou a maioria dos titulares para a Copa do Brasil.

A mesma falta de criatividade

A etapa final não teve melhora alguma em termos de emoção. As chances de gol continuaram escassas. E o primeiro bom momento aconteceu apenas aos 17 minutos, quando Rodrigo Antônio, do Vasco, cabeceou por cima do travessão.

O Internacional até que tentou algo diferente do que havia feito no primeiro tempo. Mas o excessivo número de erros de passes prejudicou o avanço do time gaúcho no campo de ataque. Melhor para o Vasco, que teve a marcação facilitada.

Quando conseguiu acertar um passe, o Colorado perdeu gol incrível. Após passe em profundidade de Walter, aos 29 minutos, o atacante Adriano apareceu sozinho na grande área, em frente ao goleiro Tiago, mas se atrapalhou com a bola.

Mas depois desse espasmo de bom momento, o jogo voltou à sua normalidade e continuou morno, sem chances de gol que fizessem o torcedor se empolgar.

Ficha do jogo

INTERNACIONAL x VASCO
Renan; Sidnei, Sorondo e Titi; Jonas, Pessanha (Marcão), Andrezinho (Ricardo Lopes), Derlei e Ji-Paraná; Iarley (Walter) e Adriano Tiago; Eduardo Luiz (Villanueva), Jorge Luiz e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonílson, Leandro Bomfim, Morais (Alex Teixeira) e Madson (Pablo); Alan Kardec e Leandro Amaral
Técnico: Abel Braga Técnico: Antônio Lopes
Gols: Sidnei, aos 2 minutos do primeiro tempo;
Cartões amarelos: Ji-Paraná, Titi, Derlei, Adriano (Internacional); Leandro Bomfim, Morais, Jorge Luiz (Vasco)

Público: 25.744  Renda: R$ 303.392,00

Estádio: Beira-Rio Data: 11/05/2008. Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-SP) Auxiliares: Nilson de Souza Monção e Evandro Luís Silveira (ambos de SP)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: