Com Edmundo no gol, festa acaba com derrota

Raposa aproveita expulsão de Jonílson e Tiago para estragar festa pelo título da Libertadores de 1998

O dia era de festa em São Januário para homenagear os campeões da Libertadores de 1998, conquistada pelo Vasco há dez anos. Só esqueceram de avisar ao Cruzeiro, que não perdoou o time da Colina e venceu por 3 a 1, pela quinta rodada do returno do Campeonato Brasileiro. Jonílson e o goleiro Tiago foram expulsos. E até Edmundo foi parar no gol cruzmaltino. Guilherme (2) e Ramires balançaram a rede para os mineiros. André descontou para os cariocas.

Com o resultado, a Raposa chegou aos 43 pontos na tabela de classificação e tomou a vice-liderança do Palmeiras no saldo de gols (13 contra 9). O time da Colina permaneceu com 26 pontos, na 14ª colocação na competição. Na próxima rodada, o Vasco vai enfrentar o Náutico, em São Januário. O Cruzeiro pega o Palmeiras, no Mineirão. As duas partidas vão acontecer no domingo, dia 14 de setembro.

Expulsão de Jonílson desestabiliza o Vasco

Logo aos dois minutos, o Cruzeiro teve uma boa chance de marcar. Wagner recebeu dentro da área e chutou em cima da zaga, que salvou o Vasco de levar o primeiro gol. Aos 9, Fernandinho chutou cruzado de fora da área, e o goleiro Tiago bateu roupa. A defesa afastou o perigo com Edu. Um minuto depois, Mateus quase marcou olímpico para o time da Colina.

Em dois minutos, o técnico Tita sofreu um duro golpe na equipe que montou para o confronto desta quinta-feira. Aos 23, Wagner Diniz torceu o joelho e precisou deixar o campo de jogo. Marcus Vinícius entrou em seu lugar, já vaiado pelos torcedores. Dois minutos depois, Jonílson entrou duro em Ramires e acabou expulso pelo árbitro paulista Rodrigo Martins Cintra.

Aos 27, Wagner bateu falta da entrada da área e o lateral-esquerdo tirou a bola com a mão, pênalti marcado pelo árbitro. Na cobrança, dois minutos depois, Guilherme bateu de um lado e o goleiro Tiago caiu para o outro: 1 a 0 Raposa.

O Vasco só voltou assustar aos 35 minutos com uma cobrança de falta na entrada da área. Madson cobrou e Fábio espalmou para escanteio. No minuto seguinte, Marcus Vinícius perdeu uma bola na intermediária para Ramires. O volante entrou na área e aproveitou a saída errada do goleiro Tiago para marcar o segundo gol da Raposa. A torcida não perdoou e vaiou o camisa 1, pedindo pela entrada de Roberto.

Completamente perdido em campo, o Vasco via o Cruzeiro dominar o jogo por completo. A defesa passou a mostrar insegurança e a Raposa quase marcou mais um aos 45. Guilherme recebeu do lado esquerdo da grande área e chutou para ótima defesa de Tiago, que evitou o terceiro gol do rival. Madson ainda arriscou um chute de fora da área, mas Fábio fez a defesa com tranqüilidade, aos 47.

Sem Tiago, expulso, Edmundo vai para o gol

VIPCOMM

Edmundo no gol do Vasco

Perdendo por 2 a 0, o técnico Tita decidiu mudar radicalmente o esquema tático da equipe. O Vasco deixou o 4-4-2 no vestiário e voltou para o gramado de São Januário com três zagueiros. O treinador optou por colocar André e Serginho nas vagas de Edu e Alex Teixeira. Logo com um minuto, o time da Colina teve a chance de diminuir. Madson dominou na entrada da área e arriscou. A bola passou à esquerda do goleiro Fábio.

A mudança surtiu efeito e o Vasco melhorou na etapa final. O Cruzeiro, por sua vez, preferiu ficar no campo de defesa, administrando o resultado. Madson cresce na partida, tentando levar o time ao ataque. Porém, o meia pecava no último passe, facilitando a zaga da Raposa.

Enquanto o Vasco tentava diminuir o prejuízo, o Cruzeiro tocava a bola e assustava nos contra-ataques. Em um dos bons lances criados por Madson, o time da Colina ganhou uma falta pelo lado direito da defesa da Raposa. O meia cobrou falta e o zagueiro André escorou para marcar.

Aos 28, após uma falha bisonha de Eduardo Luiz, Guilherme dominou na entrada da área e driblou Tiago. O goleiro foi obrigado a fazer o pênalti. Sem poder fazer outra substituição, Edmundo assumiu a camisa 1, mas não teve jeito. Guilherme marcou o terceiro do Cruzeiro, aos 31. Derrotada, a torcida cruzmaltina ovacionou o Animal, que tentou encaixar uma bola. No fim, mesmo com o tropeço, os gritos ecoaram na Colina: “Ah, é Edmundo!”

VÍDEOS CENTRAL BRASILEIRÃO

Compacto de Vasco 1 x 3 Cruzeiro pela 24ª rodada do Brasileirão 2008Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 09:24
Os gols de Vasco 1 x 3 Cruzeiro pela 24ª rodada do Brasileirão 2008Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 02:00
Vasco X Cruzeiro – Gol do Vasco – André aos 25 do 2º Tempo – Brasileirão 2008 – Rodada 24Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 00:57
Vasco X Cruzeiro – Gol do Cruzeiro – Guilherme aos 31 do 2º Tempo – Brasileirão 2008 – Rodada 24Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 00:55
Vasco X Cruzeiro – Gol do Cruzeiro – Ramires aos 36 do 1º Tempo – Brasileirão 2008 – Rodada 24Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 00:47
Vasco X Cruzeiro – Gol do Cruzeiro – Guilherme aos 29 do 1º Tempo – Brasileirão 2008 – Rodada 24Adicionado no CB em: 04/09/2008
Tempo: 01:11

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: