Só falta Ramon para o Vasco ficar completo

Lateral fala sobre o drama de ficar fora do time, e conta os dias para voltar

Em fase final de recuperação, Ramon tem trabalhado duramente para voltar logo aos gramados (Créditos: Paulo Wrencher)

Enquanto o time do Vasco vive uma fase promissora, conquistando resultados importantes, com refor ços de peso e com novo treinador, Ramon luta diariamente para voltar logo aos gramados. Mas vencer os seguidos problemas parece ser o adversário mais complicado que o lateral já enfrentou.

O jogador conversou com a equipe de reportagem do LANCE! após o treino de quarta-feira, em São Januá- rio, e mostrou estar com saudade até mesmo de dar entrevistas.

– Nossa, como já tem coisa diferente nessa sala. Faz tempo que não venho aqui. Senti falta – disse Ramon, assim que entrou na sala de imprensa da Colina, para depois contar o drama de ficar afastado.

– Não tem sido fácil. Não consigo nem assistir aos jogos aqui no estádio. Prefiro ver de casa, pois sofro menos. Nunca tive uma lesão e, de repente, sofro com seguidos problemas na coxa (esquerda). Nos próximos dias já volto a trabalhar no campo e em dez dias acho que já poderei jogar.

// Há dois meses afastado, o jogador teve de contar com o apoio da família. Por isso, as idas ao Espírito Santo, sua terra natal, foram fundamentais.

– Já chegou ao ponto de ele vir aqui e chorarmos juntos por ver sua agonia por não poder voltar – lembrou o pai Douglas Motta. volta de Ramon pode dar fim a uma grande dor de cabeça do técnico PC Gusmão: a lateral esquerda. O jogador, apesar de descartar ser o salvador da pátria, diz ser a peça que falta.

– Falta um jogador na esquerda, pois outros se lesionaram. Sinto que posso ser a peça que falta, pois o Fagner, por exemplo, está bem na direita. Quero jogar ao lado dos novos reforços, que são jogadores de qualidade – disse Ramon, que deixou um recado.

– Podem ter certeza de que todo o gás que venho guardando nesse tempo estará em campo quando eu voltar e o time vai crescer ainda mais.

Ramon e o ano de poucos jogos e muitas lesões

Começa o ano
Destaque em 2009, teve de voltar para o Inter e ficou treinando separadamente. Problema resolvido, retornou em março.

Antes da Copa
Antes de o Campeonato Brasileiro parar para a Copa do Mundo, o lateral teve um estiramento de grau 1 na coxa esquerda.

De novo!
Ramon aproveitou a paralisação para se recuperar. Porém, no terceiro jogo da Copa da Hora, sentiu um incômodo no mesmo local. Foi diagnosticado um novo estiramento na coxa esquerda, desta vez entre graus 1 e 2.

Logo agora?
Prestes a reintegrar o elenco vascaíno, Ramon fazia um trabalho no gramado quando voltou a sentir um problema na coxa esquerda e, pela terceira vez, foi diagnosticado um estiramento. Agora, a lesão era mais grave, de grau 2.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: